VIOLÊNCIAS INDIZÍVEIS 

O que é silenciado no universo do futebol? Que experiências ou situações “indizíveis” de violência com relação à representação de gênero estão presentes nos espaços ligados ao futebol, do campo à torcida, e como podemos transformar esse contexto? Essas foram as questões que orientaram a oficina Violências Indizíveis, realizada numa parceria entre o Museu do Futebol e o Intermuseus. 

Integrantes de times gays e trans, coletivos de torcedores e pesquisadores que questionam a heteronormatividade do futebol foram convidados para trocar experiências pessoais, vivências, reflexões e perspectivas de atuação. 

A oficina incluiu um exercício coletivo de análise dos espaços do museu e a sugestão de propostas de interferências, alterações ou inclusões que problematizem a discriminação, exclusão e violência ligadas à representação de gênero. 

O objetivo é que as ideias surgidas do encontro se desdobrem em ações e projetos colaborativos entre os grupos envolvidos e o museu.

A atividade fez parte da 15ª Semana Nacional de Museus, organizada pelo Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM, que teve como tema “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”.

Violencias_indiziveis (4)
Violencias_indiziveis_materiaisparaoficina
Violencias_indiziveis (9)
Violencias_indiziveis_leitura no lugar do outro
Violencias_indiziveis_participantes

Oficina Violências Indizíveis, Museu do Futebol, 20 de maio de 2017

Copyright © 2017 - Intermuseus

  • EMAIL
  • Facebook
  • Instagram
Violencias_indiziveis (9)

Describe your image.