PESQUISA DE ENGAJAMENTO TERRITORIAL DO SÍTIO ROBERTO BURLE MARX 

Acesse aqui o PDF com a metodologia e os resultados da pesquisa

A presente pesquisa de engajamento territorial foi concebida e implementada com o objetivo de registrar e apresentar as ações e os processos empreendidos para a compreensão das relações existentes, inexistentes e desejadas entre o Sítio Roberto Burle Marx e o território em que ele está inserido. A compreensão do contexto e das conexões nos parece insumo fundamental para verdadeiramente apoiar o equipamento e a sua gestão na construção de um horizonte de ação que tenha sentido e efetividade

Lembranças, histórias, experiências. Quais as relações das pessoas moradoras e trabalhadoras de Barra de Guaratiba com o espaço do Sítio Roberto Burle Marx? Elas conhecem o Sítio? Elas o frequentam? Têm curiosidade de frequentá-lo? Por ocasião
 do início de desenvolvimento de um trabalho amplo de requalificação e reposicionamento do Sítio Roberto 
Burle Marx era oportuno fossem feitas tais perguntas.

Registro de oficina realizada com os funcionários do Sítio [Daiane Brasil]

O Sítio Roberto Burle Marx é, desde 1985, 
uma unidade especial vinculada ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional [Iphan], cumprindo o papel de preservar, pesquisar e divulgar a vida e a obra de Roberto Burle Marx. Mas a sua relação com a comunidade de Barra de Guaratiba tem início muito antes disso. O Sítio Roberto Burle Marx é, desde 1985, uma unidade especial vinculada ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional [Iphan], cumprindo o papel de preservar, pesquisar e divulgar a vida e a obra de Roberto Burle Marx. Mas a sua relação com a comunidade de Barra de Guaratiba tem início muito antes disso. Foi em 1949 que Roberto e seu irmão Guilherme Siegfried Burle Marx compraram o primeiro terreno que hoje integra o Sítio. O espaço foi o grande laboratório onde Roberto Burle Marx realizou suas experiências científicas e estéticas e, a partir 1973 até sua morte, em 1994, seu local de residência.

 

Todos esses anos da presença de Burle Marx na região foram marcantes para o território e a comunidade do entorno. O próprio nome da estrada onde se situa o Sítio é revelador dessa influência: Estrada Roberto Burle Marx. A atuação de Burle Marx produziu um impacto importante na economia local ao introduzir a produção de plantas ornamentais, nova vocação desenvolvida nas terras de Guaratiba, e contribuir para a formação de diversos profissionais, que se tornaram, a partir da década de 1990, proprietários de hortos e influenciaram, por sua vez, outros produtores que vivem atualmente dessa atividade. Burle Marx deixou marcas também em muitos moradores com os quais conviveu, que trabalharam e frequentaram o Sítio.

 

A partir de 1994, o Sítio passou a ser gerido pelo Iphan, responsável por preservar e disponibilizar, para fruição do público, esse legado único que o Sítio e seus acervos representam.

 

Registro de entrevista em serviço público local - Centro Comunitário de Saúde [Daiane Brasil]

Os esforços para a realização de um mergulho para realizar uma pesquisa como essa nascem, em primeira instância, das demandas de melhor compreender o Sítio, visibilizadas a partir da sua requalificação em 2019, processo coordenado pelo Intermuseus e patrocinado pelo BNDES e que compreendeu, entre outros aspectos, a elaboração do planejamento estratégico do Sítio Roberto Burle Marx. Sua motivação parte do entendimento de que
 a participação e o envolvimento de múltiplos sujeitos são fundamentais para os ecossistemas da cultura e para a produção de conhecimento no mundo contemporâneo.

A pesquisa foi organizada em duas linhas gerais
 de ação, uma voltada para a compreensão da comunidade local e da sua percepção sobre o Sítio, e outra voltada para a identificação das redes de conexão existentes, pertinentes e desejadas. Essas etapas envolveram observação, diálogo, participação e construção coletiva, além de pesquisas em diferentes tipos de fonte, análise de dados e diversas formas de registro. Desse mergulho, desse caldo, nasce, cresce e culmina o processo que compartilhamos neste documento.

 

banner virtual bndes.gif

Copyright © 2017 - Intermuseus

  • EMAIL
  • Facebook
  • Instagram